Pular para o conteúdo
Voltar

Primeiro trimestre de 2020 registra aumento de 200% em acidentes fatais em Cuiabá e VG

Lidiana Cuiabano | Detran-MT

Campanha nacional Maio Amarelo - Foto por: Divulgação
Campanha nacional Maio Amarelo
A | A

Cuiabá, Várzea Grande e municípios do entorno tiveram um aumento de 154% e 288%, respectivamente, no número de mortes no trânsito no período de janeiro a março deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. O número, considerado alarmante, uma vez que chega a 200%, em relação às duas cidades, vem de encontro ao mês da conscientização pela segurança no trânsito, conhecido como Maio Amarelo.

Dados da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) apontam que na capital e municípios que integram a Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Cuiabá, foram registrados 33 acidentes de trânsito com vítimas fatais nos primeiros três meses do ano, um aumento de 154% em relação a 2019, quando foram 13 registros.

Já na região de Várzea Grande e entorno foram contabilizadas 31 mortes no trânsito este ano e oito no mesmo período de 2019, um aumento de 288%.

Nas rodovias federais de Mato Grosso os números também aumentaram. Estatística da Polícia Rodoviária Federal (PRF) aponta que de 1° de março a 30 de abril deste ano foram registrados 98 acidentes graves com 39 mortos e 81 feridos com gravidade. No mesmo período de 2019 foram 75 acidentes graves, 34 mortes e 77 pessoas feridas gravemente nas rodovias federais de Mato Grosso. 

“Infelizmente são dados alarmantes que demonstram claramente que apesar de estarmos com o fluxo nas vias bastante reduzido devido ao isolamento social, ainda contabilizamos muitas ocorrências graves de trânsito”, comentou a gerente de Ações Educativas do Detran-MT, Rosane Gerda Pölzl. 

Como forma de sensibilização quanto à prevenção dos acidentes de trânsito, o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), promove a 7ª edição da campanha Maio Amarelo. 

O tema este ano é “Perceba o risco. Proteja a vida”. O foco será na orientação aos profissionais que precisam estar diariamente nas ruas para garantir a saúde, a segurança da população e o abastecimento do país durante o enfrentamento ao coronavírus.  

“A ideia é disponibilizar informações e orientações que auxiliem na proteção e na facilidade do trabalho e da vida dessas pessoas. A saúde dos caminhoneiros, motociclistas e ciclistas entregadores, médicos e enfermeiros deve ser preservada e seu trabalho valorizado”, destaca o Secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello da Costa.

Em Mato Grosso, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) está apoiando o movimento nacional, que este ano será totalmente digital, pelas redes sociais, atendendo as orientações do Ministério da Saúde referentes à pandemia de Covid-19. 

Conforme a gerente de Ações Educativas do Detran-MT, Rosane Gerda Pölzl, a intenção é despertar na população a reflexão sobre o papel de cada um e a importante função em desenvolver a construção de uma cultura de paz e segurança no trânsito. 

“Tanto condutores quanto pedestres, passageiros e ciclistas podem e devem contribuir para a redução de acidentes, bem como para a redução de suas consequências. Em muitas situações, a inobservância das normas de segurança gera acidentes graves e até mesmo fatais”, pontuou Rosane. 

Ação

Como forma de reforçar o movimento e sensibilizar a população, o Detran-MT, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, a Delegacia de Trânsito da Polícia Civil, Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Justiça Comunitária e o Grupo Canopus irão realizar a distribuição de máscaras em alusão ao movimento Maio Amarelo. 

A ação será na próxima sexta-feira (08.05), a partir das 08h na avenida Fernando Correa da Costa, em Cuiabá. 

Maio Amarelo 

É um movimento internacional, com ações coordenadas entre o poder público e a sociedade civil, de conscientização para a redução de acidentes de trânsito no mundo. O mês de maio se tornou referência para balanço das ações realizadas em todo o planeta após o decreto da Organização das Nações Unidas (ONU) que iniciou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, em 11 de maio de 2011.

(Com informações do Ministério da Infraestrutura)





Editorias