Pular para o conteúdo
Voltar

Escola Estadual participa de campanha de conscientização no trânsito

A ideia de levar a campanha para a sala de aula surgiu devido ao grande número de acidentes na cidade.
Adilson Rosa | Seduc-MT

Alunos tiveram participação marcante no Maio Amarelo - Foto por: Divulgação
Alunos tiveram participação marcante no Maio Amarelo
A | A

A campanha Maio Amarelo, desenvolvida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) foi destaque na Escola Estadual Mário Spinelli, localizada no município de Pontes e Lacerda (a 448 quilômetros a oeste da Capital). Ao menos 80 alunos do quarto ano do ensino fundamental participaram das atividades realizadas no mês de maio. Entre os trabalhos, uma palestra com o Corpo de Bombeiros, trabalhos em sala de aula e uma apresentação para a comunidade escolar do que aprenderam nesses 30 dias.

“O foco do nosso trabalho na Escola foi a conscientização no trânsito para mostrar aos nossos alunos, na faixa etária de nove a 10 anos, que desde pequeno tem que saber o que é certo e o que é errado no trânsito. E que o principal nisso tudo é a vida”, destaca a professora Thaiz Franciane Ferreira que, junto com as colegas, Andreana Aparecida e Luciana Gomes Menezes idealizaram os trabalhos.    

Thaiz explica que a ideia de levar o "Maio Amarelo" para a sala de aula surgiu devido ao grande número de acidentes na cidade, deixando muitos mortos e feridos, incluindo familiares de estudantes. “Resolvemos fazer um trabalho educativo, preventivo com nossos alunos que serão futuros motoristas e, desde cedo, precisam se conscientizar sobre o trânsito”, frisa.

Além dos trabalhos em sala de aula envolvendo o tema, os bombeiros foram chamados para uma palestra sobre como evitar acidentes que teve vídeo e fotos, deixando os alunos curiosos. Entre os participantes estava a aluna Yasmim, do 4º ano que até decorou o número de acidentes ocorrido no ano passado e divulgado na palestra.

“Gostei muito da palestra. Foi interessante. Chama a atenção o fato de que mais de 40 mil brasileiros tiveram a vida perdida por causa de acidentes de trânsito. Fora o sofrimento das famílias”, relata.

Seu colega Nathan, também do 4º ano saiu satisfeito com a palestra e também com os trabalhos desenvolvidos. “A palestra foi muito boa. O Maio Amarelo teve como proposta chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito”, explica.

No entendimento de Thaiz, o resultado do programa foi significativo, pois os alunos se empenharam, ficaram empolgados e passaram todo o conhecimento para a família. “Ao ver uma pessoa numa motocicleta sem capacete, já alertam para o perigo. Isso que é gratificante, porque já sabem como fazer diante da situação”, comemora.

Kit escolar

Durante o Maio Amarelo, os alunos ganharam “kits escolares” – composto de régua, apagador, lápis, borracha e uma bola – da 27ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) em Pontes e Lacerda. O servidor da Ciretran, Mailton Lourenço Pereira, que coordenou o programa na cidade, disse ser importante a participação dos alunos pois eles vão levar esse conhecimento para o resto da vida. “Vão levar para a família, vão estar fiscalizando os motoristas da família”.

Em 2019, o Maio Amarelo teve como tema “No trânsito, o sentido é a vida”, sendo o mês dedicado à prevenção de acidentes em todo o mundo. O tema escolhido propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.





Editorias