Pular para o conteúdo
Voltar

Motociclistas aprovam operação do Detran que visa redução de acidentes

Denominada de Operação Motociclista Vivo, a ação consiste na realização de blitze educativas e fiscalizatórias, com a verificação de condições de regularidade e circulação dos veículos e condutores
Carol Sanford / Detran-MT

As blitze continuarão durante todo o mês de fevereiro em diversos pontos de Cuiabá e serão estendidas para as demais cidades de Mato Grosso - Foto por: Christiano Antonucci
As blitze continuarão durante todo o mês de fevereiro em diversos pontos de Cuiabá e serão estendidas para as demais cidades de Mato Grosso
A | A

O Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT) intensificou nesta semana as operações que visam a conscientização dos motoristas para um trânsito seguro e a redução de acidentes envolvendo motociclistas. Três ações foram executadas com apoio do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e receberam a aprovação de motociclistas.

Denominada de Operação Motociclista Vivo, a ação consiste na realização de blitze educativas e fiscalizatórias, com a verificação de condições de regularidade e circulação dos veículos e condutores e também conscientização para normas de conduta e direção defensiva. As blitze continuarão durante todo o mês de fevereiro em diversos pontos de Cuiabá e serão estendidas para as demais cidades de Mato Grosso.

O autônomo e morador da região do Grande CPA, Anderson de Souza, acredita que a fiscalização é importante para a conscientização e, principalmente, por ser uma oportunidade para que os motociclistas tirem dúvidas a respeito das questões de segurança no trânsito.

“Eu sempre ando corretamente, com todos os itens de segurança, como capacete e calçado correto. Minha documentação também está em dia, mas sabemos que muitos motoristas não têm essa consciência”, contou ele.

A funcionária pública Caroline Benedita ratificou a opinião de Anderson ao afirmar que muitos motociclistas insistem em pilotar sem habilitação.

“Eles [motoristas desabilitados] trazem perigo ao trânsito e colocam nossas vidas em risco. Por isso, acho esse trabalho muito importante e previne acidentes, com certeza”, disse ela, que é moradora do bairro Novo Horizonte, em Cuiabá.

Em 2018, foram registrados 17.973 acidentes em todo o Estado, sendo 9.407 envolvendo motocicletas, o que corresponde a um índice de 52% do total de ocorrências, segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

“Nosso objetivo, durante as abordagens, exclusivamente aos motociclistas, é observar se está tudo correto com o veículo, o que inclui itens de segurança, como farol, placas, lacres e a documentação. Além disso, o motorista deve estar utilizando o capacete e portar a carteira de habilitação”, explicou a gerente de fiscalização do Detran, Kerollain Pacheco.





Editorias